Bitfy
Criptomoedas

ApeCoin - APE

Nesta semana, o cenário de criptomoedas obteve um alento comparado aos péssimos sete dias decorrentes da grande desvalorização dos ativos.

 

O momento agora é de recuperação, ao contrário do que vimos na semana passada, agora as criptomoedas estão valorizando e temos até estréias em duas de nossas posições do TOP 5 semanal.

 

No primeiro lugar se encontra a ApeCoin, uma velha conhecida do nosso ranking de criptomoedas, um token ERC -20 de governança do APE Ecosystem, lançado na Blockchain da Ethereum.

 

O ativo possui um mecanismo de consenso de prova de trabalho (PoW) e promete a cada dia incentivar mais a sua comunidade com ideias vanguardistas para seus usuários.

 

O projeto é inspirado no Bored Ape Yacht Club da Yuga Labs, e fornece uma infraestrutura para que os detentores de ApeCoin colaborem por meio de processos de governança abertos e sem permissão. 

 

Nesta semana o token chegou a uma valorização registrada em equivalentes 43,73%, mas segue instável nos próximos dias, decorrente da alta volatilidade que estamos presenciando.

Decentraland - MANA

Já a  segunda maior valorização do nosso TOP 5 semanal de criptomoedas, aparece a  MANA, o utility token da plataforma de realidade virtual Decentraland.

 

Universo cofundado por Ariel Meilich e Esteban Ordano, é alimentado pela blockchain Ethereum, que permite aos usuários criar, experimentar e monetizar os conteúdos da plataforma.

 

No mundo virtual Decentraland, os usuários podem comprar lotes de terreno para que possam futuramente navegar, monetizar e construir dentro da plataforma, além de participar de jogos e eventos realizados pela empresa.

 

O token MANA que pode pode ser usado para pagar uma vasta gama de acessórios para avatares, vestimentas e uma infinidade de outros objetos dentro da Decentraland vem valorizando cerca de 35% nesta semana, dando a ele a segunda maior posição do nosso ranking.

Zcash - ZEC

Em terceiro lugar, temos uma das estreias que foi citada no começo deste artigo, a criptomoeda Zcash, que foi lançada originalmente com base no código do Bitcoin, em 28 de outubro de 2016.

 

Uma moeda descentralizada que foca na privacidade e no anonimato aos seus usuários, permitindo que os nós da rede verifiquem transações sem revelar nenhuma informação sensível.

 

Ao contrário das transações de outras criptomoedas como o Bitcoin que cria pseudônimos para suas transações, a moeda não revela seus usuários, sendo praticamente impossível identificá-los.

 

Nesta semana o ativo apresenta uma valorização referente a 28%, detendo o nosso terceiro lugar do TOP 5 semanal de criptomoedas, uma bela estréia.

Maker - MKR

Na penúltima posição, temos uma criptomoeda que também nunca havia aparecido em nosso ranking anteriormente, se trata da Maker, que possui um token de governança da MakerDAO e do Maker Protocol, chamado MKR.

 

Respectivamente uma organização descentralizada e uma plataforma de software, ambas baseadas na blockchain da Ethereum, que permite aos seus usuários gerenciar e emitir a stablecoin, DAI.

 

Lançado em 2017, o Maker é um projeto cuja atividade é operar o DAI, atrelada ao dólar americano, através do gerenciamento de sua comunidade, e nesta última semana vem obtendo uma valorização de 26%.

Bitcoin - BTC

Por fim, o aclamado Bitcoin, que semana passada foi comprado pela comunidade Terra para obter margem de segurança para o caso de seus ativos despencarem.

 

E pior que despencou, mas isso é história para outro artigo, vamos dar sequência com a criptomoeda dos seguidores de Satoshi, o pseudônimo mais conhecido do mundo.

 

Nestes últimos sete dias a moeda não vai obtendo uma valorização atraente, pelo contrário, se recupera aos poucos, com uma alta de singelos 3%.

Compartilhe este artigo em suas redes sociais

Mostre o que está lendo para seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn

Leia também...

Inscreva-se em nossa Newsletter

Fique por dentro do mundo cripto

Sua presença está confirmada!

Você preencheu corretamente o formulário, nos vemos dia 29/09 no Cocktail de Lançamento do BAAS – Blockchain as a Service.